Treino Diário - Arianne S. Westmach

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Treino Diário - Arianne S. Westmach

Mensagem por Arianne S. Westmach em Seg Nov 04, 2013 2:06 pm

Treino Iniciado
» 17:06
» 2 horas (ou mais e_e)



Arianne Marie Stenfield Westmach
x I just want to walk right out of this world, 'Cause everybody has a poison heart. x
avatar
Arianne S. Westmach
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 22
Pontos : 1482
Reputação : 100
Data de inscrição : 01/11/2013
Idade : 20
Localização : To Perdida '-'

Ficha Meio-Sangue
Nível:
16/100  (16/100)
Energia:
170/170  (170/170)
Vida:
170/170  (170/170)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino Diário - Arianne S. Westmach

Mensagem por Arianne S. Westmach em Seg Nov 04, 2013 2:12 pm


Incrível como minha vida tinha mudado de um dia para o outro... Em um dia eu era uma menina normal e no outro... Eu passei a ser Arianne Stenfield, filha de Poseidon. No começo não tinha acreditado muito nisso, mas agora que tinha ido parar num acampamento não tinha como negar e depois de tudo que já tinha visto ali, não tinha como negar.

Suspirei e resolvi ir treinar um pouco, fui para a arena, cheguei lá e já tinha algumas pessoas treinando, vi um garoto parado olhando as lutas e fui até ele, parei na frente dele. - Hey garoto, quer treinar? - Perguntei sem muita paciência. Ele olhou pra mim de cima a baixo, e aquilo estava começando a me irritar. - Claro. Você é filha de quem? - Perguntou com um sorriso sorrateiro nos lábios. - Poseidon - Falei com um meio sorriso.

O garoto sorriu e ele apontou para uma espada e um escudo que estavam jogados no chão ali perto, dei de ombros e fui pegar... A espada e o escudo eram comuns, tais como os do garoto, então estávamos de igual pra igual. Depois de pegar a espada e o escudo me pus na frente do menino em posição de ataque. O garoto não perdeu tempo começou a atacar, a força do golpe dele foi tão grande que meu braço esquerdo, o braço que eu estava segurando o escudo ficou completamente adormecido.

Olhei para o garoto e ele estava com um sorriso travesso no rosto, desferi dois golpes no garoto um de frente e outro a esquerda, ele não foi rápido o suficiente para se proteger dos dois golpes, com isso consegui fazer um corte não muito fundo, em seu braço esquerdo. Ele me olhou com raiva e eu sorri pra ele, ele não sorriu só desferiu três golpes em mim, de frente, esquerda e direita, fiquei impressionada com a agilidade do garoto.

Consegui me defender do golpe esquerdo e do de frente, ele consegui atingir meu braço direito deixando um corte profundo ali, senti o sangue quente escorrer e estava começando a arder também, ignorei a dor do braço e contra-ataquei, dei uma cortada por cima do ombro do garoto, fiz isso tão rápido que o menino não conseguiu se defender, então consegui deixar um corte profundo em seu ombro, ele me olhou com mais raiva.

Revirei os olhos, o menino parecia ser rancoroso e eu? Não estava nem ligando pra isso, o que importava agora era ganhar dele, nem esperei ele contra-atacar, com toda a minha força bati no escudo do garoto, com a intenção de fazer o escudo cair e com sucesso, o escudo caiu no chão, sorri travessa para o garoto, vi um pouco de medo nos olhos dele, mais logo isso sumiu e ele bateu no meu escudo também, fazendo ele cair. - Agora estamos quites - Ele falou com um sorriso brincalhão.

Olhei para o garoto com raiva, agora era só espada contra espada, senti o suor escorrer por meu rosto e meu braço que estava cortado estava ardendo muito. Mais eu ainda precisava ganhar essa luta, sorri ao lembrar de uma coisa que meu antigo professor de esgrima tinha me ensinado, olhei para o garoto e ataquei, fiz uma sequências de golpes rapidamente, golpe direto, golpe lateral e golpe por baixo, o garoto não foi tão rápido para desviar de todos os golpes.

Sorri, tinha conseguido fazer dois cortes profundos no menino, um em seu braço direito e um na sua perna, agora sim acho que tinha deixado ele com mais raiva, pois ele tentou atingir todas as partes desprotegidas do meu corpo, na minha opinião agora o garoto estava querendo me matar... Me abaixei quando ele tentou atingir meu pescoço, se ele tivesse conseguido acertar esse golpe, não seria nada bom pra mim e nem para as pessoas que teria que limpar meu sangue da arena.

Com a manobra para tentar livrar meu pescoço, acabei caindo no chão e claro levantei, antes que ele decidisse cortar minha cabeça fora. Bati na mão do garoto com a minha espada, não deu muito certo, pois ele previu meu ataque e nossas espadas se chocaram, já que o garoto era mais forte que eu minha espada que caiu no chão, ele sorriu vitorioso, mais esqueceu de apontar a sua espada pra mim, vi que minha espada estava a alguns centímetros longe.

O menino olhou para onde eu estava olhando e quando eu decidi correr para ir buscar minha espada, ele apontou a sua espada para meu pescoço, sorri e fiz a única coisa que restava... Abaixei-me e dei um soco no meio das pernas do garoto, depois fui engatinhando até aonde minha espada estava. Com sorte consegui pegar minha espada, olhei para onde o garoto estava, ele tava no chão rolando, devia estar morrendo de dor, coitado... Cheguei bem perto dele. - Quer continuar ou vai ficar aí gemendo? - Falei com um sorriso travesso no rosto.

Ele me olhou com raiva e se levantou, na minha opinião aquele garoto era louco, ele sorriu e eu vi seus olhos queimarem de raiva, revirei os olhos e ataquei ele de novo, investi com a ponta da espada, com meu pé direito abrindo caminho com força no chão, estava afim de dar mais impulso ao golpe. Vi o menino sorri e a única coisa que ele fez foi desviar, agora quem estava ficando com raiva era eu, queria acabar logo com isso.

Cortando o ar, comecei a descrever um arco descendente, só que como eu tinha me aproximado do garoto o golpe reduziu a potência da lâmina e a força do golpe, a espada do garoto bateu com um som metálico e formou um "X" com a minha, ele começou a tentar me empurrar para trás, dei alguns passos para trás e afastei minha espada da dele, agora só precisava de um golpe, para distrair o garoto bati com minha espada em seu braço esquerdo, fazendo um corte meio fundo ali e enquanto ele olhava para o sangue escorrendo, com agilidade bati com minha espada na sua mão direita.

Com sucesso, fiz sua espada cair e antes que ele fizesse um movimento para tentar recuperar a espada, chutei ele para o outro lado da Arena e apontei minha espada para a garganta do garoto. - Chega! - Falei tentando parar o treino, claro eu já tinha ganho, mas tinha que admitir que o garoto era bom e mais 5 minutos ali, ele acabaria me matando, mas é claro que eu nunca admitiria isso.

Olhei diretamente nos olhos do garoto, tentando saber se ele iria tentar alguma coisa, mais parecia que não, ofegante me afastei do garoto, devagar fui dando passos para trás ainda olhando para o garoto, nunca se sabe... Ele ainda podia tentar alguma coisa contra mim. Saí da arena e fui para a enfermaria, precisava de um banho e tinha que cuidar dos meus ferimentos.




Arianne Marie Stenfield Westmach
x I just want to walk right out of this world, 'Cause everybody has a poison heart. x
avatar
Arianne S. Westmach
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 22
Pontos : 1482
Reputação : 100
Data de inscrição : 01/11/2013
Idade : 20
Localização : To Perdida '-'

Ficha Meio-Sangue
Nível:
16/100  (16/100)
Energia:
170/170  (170/170)
Vida:
170/170  (170/170)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino Diário - Arianne S. Westmach

Mensagem por The Origin em Seg Nov 04, 2013 3:33 pm

Análise Crítica:
(0 à 10 Níveis)
Ortografia: 1
Duelo:3
Aprendizagem: 2
Total: 6 Níveis
avatar
The Origin
Narrador
Narrador

Mensagens : 62
Pontos : 20001764
Reputação : 1
Data de inscrição : 13/10/2012
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://percyjacksonvirtual.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino Diário - Arianne S. Westmach

Mensagem por Arianne S. Westmach em Qua Nov 06, 2013 1:58 pm

Treino Iniciado
» 16:58
» 1 hora.

Depois de arrumar meu chalé inteiro que nem estava tão bagunçado assim, resolvi ir treinar, acreditem ou não: Arco e Flecha. - Uma filha de Poseidon treinando arco e flecha, eu devo estar ficando maluca mesmo - Resmunguei para mim mesma enquanto pegava um arco e uma aljava emprestadas do acampamento e fui montar meu próprio treino, peguei alguns bonecos de palha que eu tinha feito algumas semanas atrás (você não vai querer saber o motivo e não foi pro treino, acredite), olhei para os bonecos montados na minha frente e sorri, pelo menos não tinha demorado muito, percebi então que estava um pouco agitada e isso não era bom para o treino de arco e flecha, onde se precisava de toda a calma do mundo.

Como já tinha lido antes como se usava um arco e flechas e também já sabia qual era meu olho dominante (isso é muito importante de se saber na hora de atirar), peguei o arco e o segurei com a mão esquerda, afastei meus pés de modo que os dois formassem uma linha reta que apontava para o alvo que no caso ali era o boneco de palha, fui mantendo minha postura reta e relaxada, assim que me ajeitei, apontei o arco para o chão e encaixei a haste da flecha de borracha à corda do arco, deixei meu dedo indicado acima da flecha e os dedos médio e anelar abaixo. Manti meu braço que estava segurando o arco em direção ao alvo e fiz o interior do meu cotovelo ficar paralelo ao chão, deixando o arco na posição vertical, levei minha mão que estava segurando a corda do arco em direção ao meu rosto, mirei o braço do boneco, queria somente saber se estava com habilidade o bastante para causar um estrago maior no boneco (ou acertar a cabeça dele, vai saber), relaxei os dedos da minha mão enquanto soltava a flecha, ouvi a flecha fazer um “zuuum” e atravessar a “arena” em direção ao boneco de palha, mas diferente do que eu queria, a flecha passou somente de raspão no boneco. Soltei um suspiro, insatisfeita comigo mesma e peguei outra flecha, posicionei ela no arco e puxei novamente a corda para perto de meu rosto, respirei fundo duas vezes e deixei meus dedos relaxarem, assim a segunda flecha voou em direção ao boneco de palha, dessa vez aceitei o braço dele, sorri, ficando satisfeita com o trabalho que estava fazendo.

Segurei novamente o arco com a mão esquerda, me ajeitei até ficar na posição certa, com meus pés afastados formando uma linha reta, postura reta e relaxada, apontei novamente o arco para o chão e posicionei a haste da flecha na corda do arco, deixei meu dedo indicador acima da flecha e dos dedos médio e anular abaixo, manti meu braço esquerdo em direção ao alvo e fiz meu cotovelo ficar paralelo ao chão, deixando o arco novamente na posição vertical, puxei a corda em direção ao meu rosto e enquanto mirava a flecha na cabeça do boneco respirei fundo duas vezes antes deixar meus dedos relaxarem e a flecha atravessar a “arena” de novo em direção ao boneco, sorri ao ver que minha flecha tinha acertado a cabeça do boneco e pisquei duas vezes antes de voltar minha atenção para o que estava fazendo, não satisfeita com tudo, peguei outra flecha, posicionei no arco, puxei a corda em direção ao meu rosto e deixei meus dedos relaxarem, a flecha atravessou a arena, mas diferente do que eu achava que ia acontecer, ela acabou batendo na árvore que tinha ao lado de um dos meus bonecos, bufei, acho que não tinha jeito para arco e flechas mesmo.

Dessa vez quis tentar algo novo, peguei as flechas explosivas que tinha guardado para o final e sorri, bem, aquelas flechas iam fazer estragos nos bonecos a minha frente.  Com um sorriso nos lábios, peguei uma flecha explosiva, posicionei no arco, fiquei na posição certa, mirei e soltei, minha flecha foi direto em direção a um dos bonecos, acertando bem no alvo que tinha desenhado em seu peito, logo o boneco explodiu e palha voou para todos os lados, soltei uma gargalhada e peguei outra flecha, logo posicionando ela no arco, me ajeitando na posição certa, mirei e deixei que a flecha voasse novamente em direção ao segundo boneco que também explodiu, resolvi parar, já que já tinha feito muita bagunça ali, limpei minha própria bagunça, juntei as flechas que tinham restado e saí dali cantarolando em direção ao meu chalé.




Arianne Marie Stenfield Westmach
x I just want to walk right out of this world, 'Cause everybody has a poison heart. x
avatar
Arianne S. Westmach
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 22
Pontos : 1482
Reputação : 100
Data de inscrição : 01/11/2013
Idade : 20
Localização : To Perdida '-'

Ficha Meio-Sangue
Nível:
16/100  (16/100)
Energia:
170/170  (170/170)
Vida:
170/170  (170/170)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino Diário - Arianne S. Westmach

Mensagem por Arianne S. Westmach em Qua Nov 06, 2013 2:58 pm

Treino FInalizado
» 16:58
» 1 hora.
» 17:58



Arianne Marie Stenfield Westmach
x I just want to walk right out of this world, 'Cause everybody has a poison heart. x
avatar
Arianne S. Westmach
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 22
Pontos : 1482
Reputação : 100
Data de inscrição : 01/11/2013
Idade : 20
Localização : To Perdida '-'

Ficha Meio-Sangue
Nível:
16/100  (16/100)
Energia:
170/170  (170/170)
Vida:
170/170  (170/170)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino Diário - Arianne S. Westmach

Mensagem por The Origin em Qua Nov 06, 2013 7:41 pm

Análise Crítica:
(0 à 10 Níveis)
Ortografia: 3
Duelo:3
Aprendizagem: 3
Total: 9 Níveis
avatar
The Origin
Narrador
Narrador

Mensagens : 62
Pontos : 20001764
Reputação : 1
Data de inscrição : 13/10/2012
Idade : 17

Ver perfil do usuário http://percyjacksonvirtual.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino Diário - Arianne S. Westmach

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum